Barões
podcast morse

Melhor do que estar na mídia é ter uma mídia

Cofundador e Diretor Executivo da Barões Digital Publishing, Paulo Henrique Ferreira participa de podcast do Morse News e fala sobre Brand Publishing e desintermediação de mídias

30 de setembro de 2021

No final de agosto de 2021, a plataforma de conteúdo Morse News – dedicada a temas como mobile, inovação e tecnologia voltada para negócios – disparou uma edição de sua newsletter com o tema “A era dos (novos) publishers começou“, que contava com a participação, entre outros executivos, do Diretor Executivo da Barões Digital Publishing, Paulo Henrique Ferreira. E dentre os desdobramentos trazidos pelo debate em forma de conteúdo iniciado nas caixas de e-mails dos assinantes do boletim, um deles foi um convite para o cofundador da martech participar de um podcast da Morse, que foi ao ar no dia 24 de setembro.

Episódio completo do podcast

Ouça a íntegra do episódio do podcast da Morse com PH Ferreira falando sobre Brand Publishing:

Marcas que se tornam publishers

Na newsletter do final de agosto, PH Ferreira dividiu espaço com outros nomes de peso, como Fábio Trevisan, head de conteúdo do Nubank; André Chaves, CGO da Futurum Capital e fundador da Future Hacker, Carlos Sambrana, cofundador da Neofeed, e Vitor Conceição, fundador e CEO da Meio.

Já no podcast – mediado por João Carvalho, CEO at Hands Mobile e fundador e editor do Morse News, e Camila de Lira, Head de Conteúdo e Educação do Morse News -, o executivo da Barões pode passar, ao longo de quase 50 minutos, por todos os conceitos defendidos e aplicados pela martech, que desde a sua fundação, em 2017, ajuda a transformar marcas em publishers.

“No conceito que a Barões vem desenvolvendo no mercado desde 2017 é a capacidade de a marca ser publisher no seu setor. E publishing é muito mais do que conteúdo. Publishing é um termo análogo a marketing. É um anglicismo em gerúndio, que trata e envelopa a cadeia de valor do conteúdo”, disse PH.

Cadeia de valor do conteúdo no Brand Publishing

A cadeia à qual se refere o executivo é justamente o conjunto de pilares que formam um projeto robusto de mídia proprietária para uma marca, que envolvem:

“Com essa cadeia, a marca consegue se estabelecer como publisher setorial. E desenvolver três eixos: mídia proprietária, que hoje ainda é um diferencial competitivo, mas em breve vai virar uma necessidade operacional. Awereness e autoridade. E o eixo de geração de negócios, a partir do tratamento de dados primários e uma disciplina permanente, constante e não fragmentada”, disse PH ao podcast.

Ouça o podcast na íntegra e saiba o que mais o executivo da Barões fala sobre desintermediação de mídias, transição midiática e sobre as barreiras internas que muitas marcas ainda enfrentam na adoção desse modelo que será predominante pelas próximas décadas.

Se você tem interesse em saber sobre como as marcas podem se estabelecer como publishers, assine nossa newsletter e receba o melhor conteúdo sobre Brand Publishing.